Posted tagged ‘cidadania’

Quem merece o seu voto?

26/03/2010

por Bruna Lima

Está agendado para quarta-feira, dia 31 de março, o primeiro debate entre as quatro chapas que concorrerão aos cargos de reitor e vice-reitor da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O encontro, que será no anfiteatro do Hospital Universitário (HU) as 9 horas da manhã, promete marcar o início de uma nova etapa na campanha eleitoral pela reitoria da UEL.

A essa altura propostas e nomes de candidatos já estão literalmente na boca de estudantes, funcionários e da população geral de Londrina, mas os debates são uma forma eficiente dos eleitores interagirem com os candidatos e conhecerem melhor suas propostas. Os nomes que pretendem ocupar os cargos de reitor e vice reitor, respectivamente, são: Alamir Aquino Corrêa e Jeane Soriano, da A UEL que nós queremos; Cristiano Simon e Margarida de Fátima, da UEL Livre; Isaías Dichi e Carlos Ferreira, da UEL Já; e Nádina Aparecida Moreno e Berenice Jordão, da Um Novo Tempo.

Haverá também um segundo debate, no dia 07 de abril, as 19 horas no Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), dentro do campus da UEL. Vale lembrar que os dois encontros serão abertos livremente ao público. Os candidatos que pretendem ocupar a vaga do atual reitor Wilmar Marçal e do vice Cesar Caggiano – que devem abrir mão do cargo já em abril – prometem, entre outras coisas, uma maior integração com estudantes, funcionários e comunidade externa, investimento na estrutura da UEL e uma gestão sem vínculos nem dependências partidárias. O vencedor deve assumir o cargo em junho deste ano.

O primeiro turno das eleições está agendado para o dia 14 de abril, e o segundo para 06 de maio. Portanto, se você é estudante ou de outra maneira é integrado à comunidade da UEL, prepare-se: mostre que se importa não só consigo mesmo, mas com o futuro da sua universidade, e exerça sua cidadania da forma mais consciente possível. Procure saber sobre os candidatos, suas propostas e as necessidades gerais do ambiente universitário.

Para ajudar um pouco mais nessa tarefa, disponibilizamos abaixo os links para os portais das quatro chapas concorrentes.

A UEL que nós queremos 

UEL Livre 

UEL Já 

Um Novo Tempo

 

Agora é com você. Abra os olhos, faça sua escolha consciente e boa eleição!

 

 

 

 

Anúncios

O pão de cada dia. Ou o arroz, o feijão, a salada…

19/03/2010

por Bruna Lima

Algum tempo atrás, em conversa com uma amiga sobre as opções de alimentação para o cidadão londrinense, questionei se aqui não havia um desses restaurantes populares, que costumam oferecer refeições completas e nutritivas a preços econômicos. Na época minha amiga não soube responder, mas essa semana minha dúvida foi esclarecida: a Prefeitura de Londrina anunciou a construção do primeiro restaurante popular da cidade.

Eu já conhecia um pouco o funcionamento desses restaurantes: refeições balanceadas (e, dizem, bastante saborosas), com direito a suco e frutas, a preços populares. O restaurante popular de Londrina, parceria entre a Prefeitura e o governo federal do Paraná, terá como modelos dois estabelecimentos já em funcionamento em Curitiba, que utilizam esquema semelhante. O ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Patrus Ananias, assinou ontem um convênio liberando 1,4 milhões de reais, enquanto a prefeitura entrará com um investimento de 280 mil reais.

Em geral, os restaurantes populares são instalados em cidades com população de mais de 100 mil habitantes. Segundo o prefeito Barbosa Neto (PDT), o restaurante que ficará na área central de Londrina é o primeiro de vários que devem ser construídos nos próximos anos. O estabelecimento, embora tenha capacidade para 5 mil refeições, deve servir cerca de mil por dia. O preço médio da refeição, para a população, deverá sair pelo valor aproximado de 1 real.

Os maiores beneficiados pelo novo restaurante com certeza serão os trabalhadores formais e informais, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias de baixa renda. A mobilização para criação do restaurante popular em Londrina começou no ano passado, durante a gestão do prefeito José Roque Neto (PTB). No entanto, devido a um atraso no envio da proposta do trabalho ao MDS o projeto foi adiado. Mas agora, para satisfação de grande parte dos londrinenses, parece que finalmente o restaurante sairá do mundo das estratégias e será materializado no prato de cada cidadão.

via Portal Londrix