Uma disputa em bom português

Publicado 24/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: COPA, Copa 2010, Esporte

Tags: , , , , ,

 

 

 

por Bruna Lima

Amanhã é dia de mais uma partida da seleção brasileira na Copa do Mundo da África do Sul, e mais uma vez o país deve parar para assistir e torcer pela vitória  (ou não) do time do técnico Dunga. O adversário da vez é Portugal, mas com uma Copa de resultados tão imprevisíveis e surpreendentes fica difícil estabelecer uma previsão de vitória. A primeira etapa do mundial ainda nem acabou, mas já fez muita gente ficar de boca aberta. Portugal chegou na Copa do Mundo como uma das seleções favoritas e teve uma estreia decepcionante, com um empate em 0x0 contra a Costa do Marfim. A segunda partida da seleção europeia, com a fragilizada Coreia do Norte, resultou na maior goleada deste mundial: 7×0 para Portugal.

Contra a Costa do Marfim: vitória brasileira e expulsão de Kaká

O Brasil tem jogado bem até agora, com duas vitórias (Coreia do Norte e Costa do Marfim) que já garantiram sua classificação para a próxima etapa do campeonato. Mas o desempenho do time ainda está  abaixo das expectativas e  pela ofensiva dos demais concorrentes uma coisa é certa: a seleção brasileira precisará brigar bastante se quiser conquistar a taça da Copa. O Brasil atualmente está com dois desfalques: Kaká, que levou cartão vermelho no jogo contra a Costa do Marfim e Elano, que sofreu uma lesão durante a mesma partida e deve ficar em repouso. Mas o time de Dunga garante que está se preparando para superar todas as etapas desse desafio.

Portugal não contará com os meias Ruben Amorim e Deco, mas chega cheio de confiança rumo ao próximo passo do mundial.  O time liderado pelo técnico Carlos Queiroz ainda não garantiu sua vaga na próxima fase, mas do jeito que está só será eliminado caso perca a partida com o Brasil e a Costa do Marfim vença a Coreia do Norte (também em partida amanhã) numa boa goleada.  A essa altura do campeonato, nada mais surpreenderia.

Anúncios

Tristeza no mundial

Publicado 24/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: COPA, Copa 2010

Por Luiza Calegari

Porque afinal, o que vai ser da Copa do Mundo de agora em diante sem os italianos??

Gattuso, carinha de perigo e "volância" raçuda

 

Vincenzo Iaquinta, se eu fosse um homem ia querer chamar assim

 

Gianluca Zambrotta, Zambro pros íntimos (ui)

 

Fabio Cannavaro, zaga de respeito

 

(guris, esse post foi só pra descontrair… afinal, o melhor motivo pra se assistir à Copa do Mundo é sofrer com os italianos. e com os espanhóis, e os australianos, neozeolandeses, norte-americanos…)

E xingar pode, Arnaldo?

Publicado 23/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: Comportamento, COPA, Copa 2010, Educação

Tags: , , ,

por Jacqueline Queiroz

O episódio envolvendo o técnico da seleção brasileira e o jornalista da Rede Globo, Alex Escobar, não terá conseqüências para Dunga. O porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola, manifestou que a entidade não punirá o técnico, pelos xingamentos na coletiva de imprensa após a vitória do Brasil sobre a Costa do Marfim. Pekka informou que a entidade não reuniu provas para enquadrar Dunga no artigo 57 da legislação.

O Comitê afirma não ter encontrado base para abrir uma investigação sobre o treinador brasileiro – disse Pekka Odriozola.

Já no país vizinho, o diário Olé questiona se a Fifa utiliza dois pesos e duas medidas, para resolver assuntos como esse. No ano passado o técnico da seleção argentina, Diego Maradona, que é melhor que o Pelé, foi punido por insultar a imprensa argentina, após garantir a classificação à Copa do Mundo.

Na ocasião Don Diego teria dito: “Tenho memória. Aos que não achavam que iríamos a Copa, com perdão as damas aqui presentes, que ‘chupem’ e continuem ‘chupando’.”

E agora, Dona Fifa??

Paixão knarinha

Publicado 22/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: Comportamento, COPA, Copa 2010, Cultura, Educação, Esporte, Política

Patriotismo e futebol

Publicado 22/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: COPA, Copa 2010, Esporte

Por Mariana Medeiros

Decorridos 11(quase 12!) intensos dias de Copa do Mundo, estamos nos aproximando do fim da primeira fase.  O mundo inteiro pôde vibrar com lances decisivos, jogos emocionantes e outros nem tão empolgantes assim, temos que admitir.  Mas, na minha opinião, a cena mais marcante até agora não aconteceu durante nenhuma partida.  Ok, confesso que o que vou declarar a seguir pode soar um tanto quanto suspeito para aqueles que conhecem minha predileção pelos orientais. Mas ver os olhinhos puxados do jogador Jong Tae-se cheios de lágrimas durante a execução do hino da Coréia do Norte, logo na estréia da seleção em questão contra o Brasil, me fez quase querer torcer contra meu próprio país.

Para fundamentar um pouco a minha opinião, resolvi pesquisar mais sobre esse jogador que me pareceu tão fofo e patriota. O que descobri e vou contar nesse blog foi uma história muito bonita sobre convicção política e amor ao país que Jong Tae-se decidiu defender, não só futebolísticamente falando.

Filho de mãe sul-coreana, Tae-se nasceu na cidade de Nagoya, interior do Japão, país onde foi criado. É por esse motivo que o atleta podia representar a seleção japonesa de futebol. Mas após ter crescido num colégio fundado e mantido parcialmente pelo regime da Coréia do Norte, ele declarou: “jamais me imaginei defendendo as cores do país onde nasci”. Pelo contrário, o jogador queria mesmo era enfrentar os nipônicos em campo, usando a camisa norte-coreana.

Mas a decisão de se tornar um cidadão da Coréia do Norte não foi simples. Para isso, era preciso abdicar da cidadania sul-coreana, conquistada em razão de sua filiação. Talvez tenha sido esse o início dos problemas burocráticos que Jong Tae-se enfrentou. Ele requereu um passaporte norte-coreano, mas a Coréia do Sul não reconheceu legítima a soberania da Coréia do Norte. Só depois da intervenção de algumas associações pró-Coréia do Norte, a questão foi resolvida. Leia mais sobre o conflito entre Coréia do Norte e Coréia do Sul. (É quase impossível achar textos  não tendenciosos sobre o assunto, esse foi o mais imparcial que eu encontrei.)

Assim que sua escolha por jogar na seleção da Coréia do Norte foi aprovada pela Fifa, Jong Tae-se mostrou seu cartão de visitas marcando oito gols em seus dois primeiros jogos. Foram quatro na estréia contra a Mongólia e outros quatro no jogo seguinte, contra Macau. Mais alguns gols e o atacante virou ídolo da torcida e, inclusive, inspirou outros dois jogadores, os meias da seleção da Coréia do Norte An Yong-hak (que joga na Coréia do Sul) e Ryang Yong-gi (que atua no Japão), a optar pela nacionalidade norte-coreana.

Atualmente, o jogador atua no Kawasaki Frontale, equipe japonesa de primeira divisão e declarou que em breve pretende viver na Coréia do Norte.

Vídeo do momento em que Jong Tae-se chora:

Opa, não sou só eu que penso isso dele!

Notícia bonitinha sobre o atacante

Além da COPA

Publicado 22/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: COPA, Copa 2010, Cultura, Educação, Política, Uncategorized

Por Ana Soranso

A COPA do Mundo está acontecendo, mas não só!

Algumas notícias acabam ofuscadas pelo brilho de tantas estrelas reunidas na África do Sul. Mas uma das maiores estrelas da Literatura Mundial não deve ter seu brilho apagado. Mesmo que a COPA tente lhe tirar esse mérito.

 Morreu no dia 18 de junho de 2010 o escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português José SaramagoEnquanto Eslovênia e EUA empatavam em 2×2, Inglaterra e Aregélia ficavam no 0x0 e  a Sérvia ganhava de 1×0 da Alemanha, o escritor português José Saramago aos 87 anos nos deixava.

 Saramago estava em casa, na localidade de Tias, na ilha espanhola de Lanzarote, vítima de leucemia crônica, quando seu editor, Zeferino Coelho, confirmou a morte: “Aconteceu há pouco”, disse, recordando que o Nobel da Literatura “estava doente há algum tempo, às vezes melhor, outras vezes pior”.

 O autor de “Ensaio sobre a Cegueira” estava em casa, acompanhado da mulher e tradutora, Pilar del Río. Ele havia passado uma noite tranquila e, após tomar café e conversar com Pilar, começou a sentir-se mal. Por volta de 13h (8h de Brasília), faleceu.

 O seu funeral teve Honras de Estado, tendo o seu corpo sido cremado em Lisboa.

 Debeladas as controvérsias a que nunca se furtou e que interventivamente procurava, a marca que ficará na mente e coração do Povo Português e de todo o mundo será o legado que José Saramago deixará e isso compete à história e à nós decidir.

 

 Um pouco mais sobre Saramago

 Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago foi considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.

 O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Jardineiro Fiel e Cidade de Deus). Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha.

 Nasceu no distrito de Santarém, na extinta província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

 

A primeira zebra da Copa

Publicado 16/06/2010 por linhasdigitais
Categorias: COPA, Copa 2010

Tags: , , ,

Por Kauana Neves

E a primeira zebra da Copa aconteceu. A FÚRIA espanhola perdeu para a modesta seleção da Suíça. Apesar da retranca do país dos Alpes, que comemora cinco partidas – da Copa do Mundo – sem levar um gol sequer, tudo indicava que a atual campeã europeia passaria fácil pelos suíços. Mas no contra ataque, o time suíço surpreendeu e marcou o único gol da partida.

O resultado pode afetar diretamente o Brasil. Caso seja líder do seu grupo, o Brasil pode enfrentar o time espanhol na próxima fase da Copa do Mundo da África. Então veremos o duelo entre a atual líder do ranking da FIFA e o nosso time pentacampeão mundial.

Esperamos a “estréia” do Brasil no próximo domingo contra a Costa do Marfim.

O goleiro espanhol Cassilas desolado com a derrota