Além da COPA

Por Ana Soranso

A COPA do Mundo está acontecendo, mas não só!

Algumas notícias acabam ofuscadas pelo brilho de tantas estrelas reunidas na África do Sul. Mas uma das maiores estrelas da Literatura Mundial não deve ter seu brilho apagado. Mesmo que a COPA tente lhe tirar esse mérito.

 Morreu no dia 18 de junho de 2010 o escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português José SaramagoEnquanto Eslovênia e EUA empatavam em 2×2, Inglaterra e Aregélia ficavam no 0x0 e  a Sérvia ganhava de 1×0 da Alemanha, o escritor português José Saramago aos 87 anos nos deixava.

 Saramago estava em casa, na localidade de Tias, na ilha espanhola de Lanzarote, vítima de leucemia crônica, quando seu editor, Zeferino Coelho, confirmou a morte: “Aconteceu há pouco”, disse, recordando que o Nobel da Literatura “estava doente há algum tempo, às vezes melhor, outras vezes pior”.

 O autor de “Ensaio sobre a Cegueira” estava em casa, acompanhado da mulher e tradutora, Pilar del Río. Ele havia passado uma noite tranquila e, após tomar café e conversar com Pilar, começou a sentir-se mal. Por volta de 13h (8h de Brasília), faleceu.

 O seu funeral teve Honras de Estado, tendo o seu corpo sido cremado em Lisboa.

 Debeladas as controvérsias a que nunca se furtou e que interventivamente procurava, a marca que ficará na mente e coração do Povo Português e de todo o mundo será o legado que José Saramago deixará e isso compete à história e à nós decidir.

 

 Um pouco mais sobre Saramago

 Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago foi considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.

 O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Jardineiro Fiel e Cidade de Deus). Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha.

 Nasceu no distrito de Santarém, na extinta província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

 
Anúncios
Explore posts in the same categories: COPA, Copa 2010, Cultura, Educação, Política, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: